Solicitar reparos na iluminação pública

sexta-feira, 19 de julho de 2013

OBRAS NA RJ -151 ENTRE VISCONDE DE MAUÁ E MARINGÁ ATINGEM 50%




As obras na RJ-151, no trecho entre Visconde de Mauá e Maringá, distritos localizados nos municípios de Resende e Itatiaia, alcançaram na última semana a marca dos 50%. O progresso e bom ritmo dos trabalhos abreviará o início dos serviços de pavimentação. A RJ-151 será a segunda rodovia estadual a receber o asfalto borracha, tecnologia recém-implantada na RJ-122, reconhecida e premiada internacionalmente pela sua durabilidade, sustentabilidade e qualidade. O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ), órgão responsável pela execução da obra, estima que o projeto possa estar totalmente concluído na primeira quinzena de novembro.

O DER-RJ intensificou as ações no último mês, fator determinante para o avanço das equipes, que no momento estão finalizando a terraplenagem e instalação dos bueiros. Durante esta etapa o órgão está contando um efetivo diário composto por aproximadamente 50 homens, assim como um vasto maquinário: escavadeiras hidráulicas, retro-escavadeiras, caminhões, carregadeiras, patrols e rolos-compressores. Posteriormente serão iniciadas as obras para retiradas dos postes, acabamento e implantação da nova sinalização.


Com um investimento total orçado em quase R$ 9 milhões, recursos provenientes do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), a obra faz parte do Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur). Em outubro de 2007, o governador Sérgio Cabral assinou o Decreto 40.979, definindo o conceito de estradas-parque no Estado do Rio e autorizando a pavimentação, segundo conceitos ecológicos de rodovias em unidades de conservação. Para ser pavimentada, determinada estrada-parque terá de obter licença ambiental do Inea (Instituto Estadual do Ambiente) e obedecer a uma série de critérios em respeito à conservação do ecossistema da região.
O projeto faz parte do plano de dinamização do turismo, fortalecimento da economia e mobilidade da população da região, iniciado com a pavimentação da RJ-163, no trecho entre Capelinha e Visconde de Mauá, entregue em dezembro de 2011 pelo DER-RJ.


O Presidente do DER-RJ, Henrique Ribeiro, disse que o uso do asfalto-borracha tem outras vantagens: o material possui alta viscosidade, com mais de 50% de aderência, o que representa redução de acidentes, e diminuição de 40% do ruído e dos custos, em relação ao asfalto tradicional, além de maior durabilidade, numa média de 20 anos. O produto é processado por uma Usina de Fabricação de Asfalto Borracha, instalada pelo DER-RJ no próprio canteiro de obra.


FONTE:DER -RJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário