Solicitar reparos na iluminação pública

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

2014 - ASSOMAR CINCO ANOS DE LUTAS




Ao iniciar o ano de 2014, a ASSOMAR completará 5 anos de lutas com organização, participação, encaminhamentos, muitos resultados positivos das propostas colhidas em reuniões comunitárias. Apresentadas e encaminhadas nas reuniões com autoridades do nosso município e estado, onde participamos nesses últimos cinco anos fortalecendo a representatividade dos moradores de nossa região.

Neste período muitas lutas encaramos, manifestamos, vitórias conquistamos e alguns desafetos até encontramos, que continuam por ai, ao léu a nos apedrejar, e a vida segue e continuamos a fazer nosso trabalho voluntário dentro de nossa associação de moradores. 
Nesses anos nada nos desviou do propósito fundamental desde a fundação de nossa associação, que foi criar, uma associação independente que representasse os moradores de nossa região, dando voz, encaminhando propostas dos reclamos do morador, que antes nunca teve quem o representasse. Também criamos meios de divulgar informações de interesse dos moradores de nossa região, passamos a nos reunir para debater e fazer nossas opções para serem encaminhas as autoridades. 

Fomos atendidos em alguns encaminhamentos mas, ainda há muito o que fazer e por isso seguimos buscando soluções para o ordenamento nas vilas e vales aos quais representamos, buscando sempre melhorar a qualidade de vida nesta região, muitas vezes esquecida pelo descaso dos poderes públicos.
   
Durante as eleições municipais de 2012, apresentamos de forma apartidária nossa pauta de reivindicações aos candidatos. Entregamos a cada um deles um dossiê com quase oitenta reivindicações dos moradores, das quais hoje algumas já foram até atendidas. Adquirimos credibilidade em nossas ações e tenham a certeza que continuaremos atuado com muito amor a nossa região. Alguns ainda nem perceberam ou se quer notaram que já houveram algumas mudanças na maneira como sempre fomos tratados antigamente, quando eramos lembrados apenas as vespéras das eleições municipais. Nesses cinco anos de existência de nossa associação de moradores, em todos os anos, sempre houveram encaminhamentos atendidos. Atualmente todos podem  reconhecer claramente  uma grande mudança de como o poder publico municipal tratava nossa região antes de existir nossa associação de moradores.

Aos nossos associados, amigos, vizinhos e parceiros, afirmamos nossa lealdade e parceria nas lutas por nossas reivindicações, pelo fato das mesmas serem legítimas e de caráter coletivo. Ao final do ano de 2013 celebramos mais uma missão cumprida, com um ano de muitas conquistas para nossa região. Para 2014, afirmamos que continuaremos aqui debatendo, informando, divulgando, compartilhando, lutando por novas e boas conquistas, juntos com todos os moradores da região em busca do bem estar coletivo. Assim continuaremos semeando uma consciência de ação cidadã participativa. Lembramos que em 2014 teremos eleições para formar uma nova diretoria da ASSOMAR. Convidamos todos os moradores a participarem de nossa associação, a ASSOMAR é de todos e sempre estará aberta a todos moradores que queiram participar desse trabalho voluntário em prol da coletividade. 

Fica aqui nosso muito obrigado a todos que sempre participaram juntos somando esforços necessários para alcançarmos nossos objetivos. Valeu... Obrigado!

Diretoria da ASSOMAR



    

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

CHAMADA ESCOLAR PARA O 6º E 7º ANO PARA ESCOLA MUNICIPAL JOAQUIM MIGUEL DOS SANTOS


ATENÇÃO


A Secretaria Municipal de Educação de Itatiaia irá implantar as turmas de 6º e 7º ano na Escola Municipal Joaquim Miguel dos Santos, para atender os alunos da rede municipal da região de Maringá, Maromba e dos vales de Stª Clara, Pavão e Cruzes.


Atenção senhores pais ou responsáveis
Compareçam na secretaria da escola até o dia 26 de dezembro ou o mais breve possível e faça a matricula do aluno, garantindo assim a vaga para o ano letivo de 2014. Horário de atendimento das 8:00h. da manhã até as 15:00 horas. 

 Obs. É NECESSÁRIO QUE SE FORME UMA TURMA PARA QUE O 7º ANO POSSA FUNCIONAR NO ANO LETIVO DE 2014.

ESCOLA MUNICIPAL JOAQUIM MIGUEL DOS SANTOS - TEL: 3387 1066


sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

CRECHE OU PRAÇA? O QUE OS MORADORES DO LOTE-10 E MAUÁ NECESSITAM NO MOMENTO


ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DE VISCONDE DE MAUÁ
 DEFENDE CONSTRUÇÃO DA CRECHE 


Nesta quinta feira (12/12/2013) as 10:00h. aconteceu uma reunião na sede do PEPS (Parque Estadual da Pedra Selada) na vila de Visconde de Mauá, com o seguinte tema, construção da creche em Visconde de Mauá, em frente a escola municipal ao lado do antigo clube de Mauá.
Da parte da prefeitura estavam presentes o sr. Rubens Almada (secretario de obras) e sr.Antonio Leão (diretor de turismo) e Administração Local, estavam presentes também, representante da ACVM (Associação Comercial de Visconde de Mauá) e no último momento antes de se iniciar a reunião, foi convidado a participar o Sr. Ronivon Paiva, vice-presidente da AMAMAUÁ ( Associação de Moradores e Amigos de Visconde de Mauá).

No inicio da reunião a representante da ACVM questionou ao secretario de obras, sobre o local para construção da creche, disse que o local ao lado do Clube de Mauá, na vila de Visconde de Mauá, seria mais apropriado para se construir uma praça e não a creche, e que talvez a prefeitura poderia procurar outro local mais apropriado para se construir a creche. 
  
Ronivon Paiva, da AMAMAUÁ, se posicionou totalmente a favor da construção da creche no local escolhido pela prefeitura, que é ao lado do Clube de Mauá e em frente a escola municipal. Ronivon, disse que sabia que a prefeitura já teria procurado outros locais disponíveis para esta obra, mas sem sucesso optou mesmo pelo terreno em frente a escola e ao lado do clube, e que a licitação da obra já aconteceu. Por isso a AMAMAUÁ é totalmente a favor do inicio das obras de construção da creche, tão esperada pelos moradores há mais de 20 anos. 

O secretario de obras sr. Rubens Almada, disse que a prefeitura esteve em Mauá há mais de cinco meses estudando locais para se construir a creche. e no momento o único local possível é em frente a escola municipal ao lado Do clube de Mauá. Disse que a construção da creche já está licitada e que as obras neste local já escolhido devem começar no início de 2014. Afirmou que caso os comerciantes da vila de Visconde de Mauá, não queiram que a creche seja construída em frente a escola municipal, essa obra corre o risco de não acontecer.
O secretário afirmou que hoje a prefeitura não tem nenhum terreno disponível no Lote-10 que possa construir a creche solicitada pelos moradores da região. Rubens Almada defendeu a construção da creche no local e disse que a prefeitura irá dar continuidade ao projeto da creche em frente a escola municipal, pois as obras já estão licitadas. 

ENTENDA O CASO.
NO DIA 5 DE JULHO DE 2013 
Moradores do Lote-10 e Visconde de Mauá protestaram solicitando diversas melhorias nestas localidades, entre as reivindicações a principal foi a construção de uma creche.

Na época o prefeito de Resende, José Rechuan recebeu um grupo de moradores e se comprometeu em construir a creche em Visconde de Mauá solicitada pelos moradores.

EM 8 DE JULHO DE 2013  


O secretário de obras de Resende Rubens Almada esteve em Visconde de Mauá vendo os terrenos disponíveis onde se poderia construir a creche.
  

sábado, 7 de dezembro de 2013

EMPRESA DE TELEFONIA FIXA NÃO FAZ MANUTENÇÃO E GRANDE PARTE DOS TELEFONES NA RAGIÃO DE VISCONDE DE MAUÁ ESTÃO MUDOS


DESDE SEXTA-FEIRA A MAIORIA DOS TELEFONES FIXOS EM MARINGÁ E MAROMBA ESTÃO MUDOS

Os proprietários das linhas telefônicas fixas residências e comerciais, na região de Visconde de Mauá estão tendo prejuízos constantes devido a falta de manutenção e investimento na melhora dos equipamentos e cabos, por parte da empresa de telefonia fixa que atende a região.


A velha central telefônica de Maringá é uma peça de museu ou sucata mesmo!
A central telefônica que fica na vila de Maringá é um equipamento hoje obsoleto da década de 70, herança ainda da antiga empresa estatal TELERJ. Neste final de semana a grande maioria dos telefones fixos da região estão mudos, e os que estão com sinal, encontram grande dificuldades de realizar e receber chamadas. A maior parte das pousadas restaurantes e lojas, não estão com as maquinetas de cartão de crédito e debito em funcionamento e por esse motivo perdem clientes e vendas. 
Os clientes da empresa de telefonia fixa em Visconde de Mauá estão passando por esses problemas, que sempre causa prejuízos há pelo menos  quatro anos. 


Os visitantes e turistas ficam revoltados por não terem como pagar suas contas via cartão de crédito ou débito e também não conseguem utilizar os telefones públicos, que estão todos fora de operação na vila de Maringá.
Nesta foto sublinhamos os cabos soltos na estrada 


 ALERTA!
A estrada Mauá-Maringá está sendo asfalta e existem dezenas de postes da Oi no meio da estrada
Os cabos telefônicos estão em sua grande parte arrebentados nas margens da estrada ou simplesmente soltos pelo chão, inclusive podendo gerar acidentes e também causar prejuízos aos proprietários dos veículos atingidos pelos cabos soltos na estrada. 
Na última quinta-feira um cabo telefônico solto na estrada enroscou no teto do ônibus que faz o transporte escolar entre Maromba e a vila de Mauá, e arrancou o alçapão de entrada e ar do teto ônibus. E no mesmo dia o mesmo cabo solto também atingiu uma ambulância que transportava paciente para o hospital. Não é a primeira vez que que ocorre este tipo de acidente há alguns memes já havia sido registrado com um ônibus da viação Resendense, que faz a linha  regular entre Resende X Maromba, que também teve o alçapão do teto arrancado.

 Alçapão de entrada de ar no teto do ônibus foi arrancado pelo cabo telefônico solto na estrada



Atendimento da Oi: 103-31


Agência Nacional de Telecomunicações
Atendimento pelo Tel: 1331

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

JAGUAR LAND ROVER E GOVERNO DO ESTADO DO RIO ANUNCIAM INVESTIMENTOS NA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA NO ESTADO

Jaguar Land Rover instalará fábrica em Itatiaia, no Sul Fluminense, com aporte de cerca de R$ 750 milhões


O Governo do Rio e a Jaguar Land Rover assinaram, nesta quinta-feira (05/12), o memorando de intenções para a construção da primeira fábrica da marca nas Américas, em Itatiaia, no Médio Paraíba. Além da unidade do Rio, a empresa só tem a filial da China e a matriz na Grã Bretanha. Com investimentos de R$ 750 milhões até 2020, a fábrica deve gerar cerca de 400 empregos diretos e produzir 24 mil veículos por ano. A previsão é que o número de empregos dobre até o final da década. O grupo também vai atrair uma rede de fornecedores para atender a produção, gerando ainda mais postos de trabalho na região.

As obras terão início em meados de 2014 e os primeiros veículos deverão sair das linhas de produção no início de 2016. Assim como foi feito na ocasião da implantação de outras fábricas do setor automobilístico no estado, o governo enviou para a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) um projeto de lei para possibilitar a cessão do terreno e deferimento do ICMS. A Alerj espera aprovar o documento em uma semana.


O projeto para trazer o grupo britânico para o Rio foi elaborado durante 18 meses. Para o governador Sérgio Cabral, a vinda de uma organização tão importante para o Brasil coroa o trabalho do Governo do Estado junto ao governo federal. Agora o Rio é o segundo maior polo automotivo do Brasil.

 A nossa população ganha um presente marcante para a nossa história. A decisão da Jaguar Land Rover de vir para o Rio é uma demonstração de confiança no Estado, nas nossa políticas públicas e na qualidade da nossa mão de obra – disse Cabral.

A qualidade dos veículos produzidos pela Jaguar Land Rover, segundo o vice-governador e coordenador de infraestrutura do estado, Luiz Fernando Pezão, é um dos pontos altos do projeto.

– Trabalhamos muito e estamos trazendo a excelência do mundo automobilístico para o nosso estado. Isso vai solidificar ainda mais o crescimento da região do Médio Paraíba  afirmou Pezão.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Julio Bueno, acredita que um dos maiores desafios do governo era fazer o estado crescer sem se tornar tão dependente da produção de petróleo.

 No governo Cabral, nós tínhamos o desafio de fazer o Rio além do petróleo e acho que estamos conseguindo. Talvez o setor automotivo seja o mais importante. Nós trouxemos duas fábricas importantes para cá e uma cadeia enorme de empresas está vindo também. Isso muda a indústria de transformação do Rio e faz com que a economia do estado se diversifique, dando para as próximas gerações, oportunidades impensáveis há tempos – explicou Julio Bueno.

De acordo com o diretor de desenvolvimento global da Jaguar Land Rover, Phil Hodkson, o grupo entende que há um mercado consumidor muito forte no país, ainda mais na região Sudeste, onde estão os estados mais desenvolvidos.

 Os clientes brasileiros estão cada vez mais em busca de produtos de qualidade. Aqui há muita possibilidade de crescer – disse Hodkson, confirmando que pretende estreitar laços também com a prefeitura de Itatiaia.

Nos dez primeiro meses de 2013, a venda de veículos Jaguar Land Rover alcançou 9.549 unidades, um crescimento de 40% na comparação com o mesmo período do ano passado. O grupo britânico está no Brasil há mais de 20 anos e possui 36 concessionárias espalhadas pelas regiões Sul, Sudeste, Centro Oeste e Nordeste. Com os planos de expansão, o número de lojas deve aumentar em 2014.

O projeto para trazer a empresa britânica para o Rio foi elaborado durante 18 meses.
Na semana passada, a prefeitura de Itatiaia divulgou nota afirmando que a fábrica seria instalada na cidade. No comunicado, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico afirmou que a cidade foi escolhida "por oferecer as melhores condições de topografia, localização e infraestrutura, como vias de acesso, fornecimento de gás e energia, além de estar às margens de um rodoferroviário e da principal rodovia do país, a Presidente Dutra".
O município já conta com empresas como Michelin, P&G, Hyundai Heavy Industries e Rayovac. A planta da Jaguar  Land Rover ocupará 590 mil m², segundo a prefeitura.
O governo do estado enviou para a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) um projeto de lei para possibilitar a cessão do terreno e deferimento do ICMS. No total, esses incentivos fiscais chegam ao montante de R$ 2 bilhões. A Alerj espera aprovar o documento em uma semana.