Solicitar reparos na iluminação pública

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

CRECHE OU PRAÇA? O QUE OS MORADORES DO LOTE-10 E MAUÁ NECESSITAM NO MOMENTO


ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DE VISCONDE DE MAUÁ
 DEFENDE CONSTRUÇÃO DA CRECHE 


Nesta quinta feira (12/12/2013) as 10:00h. aconteceu uma reunião na sede do PEPS (Parque Estadual da Pedra Selada) na vila de Visconde de Mauá, com o seguinte tema, construção da creche em Visconde de Mauá, em frente a escola municipal ao lado do antigo clube de Mauá.
Da parte da prefeitura estavam presentes o sr. Rubens Almada (secretario de obras) e sr.Antonio Leão (diretor de turismo) e Administração Local, estavam presentes também, representante da ACVM (Associação Comercial de Visconde de Mauá) e no último momento antes de se iniciar a reunião, foi convidado a participar o Sr. Ronivon Paiva, vice-presidente da AMAMAUÁ ( Associação de Moradores e Amigos de Visconde de Mauá).

No inicio da reunião a representante da ACVM questionou ao secretario de obras, sobre o local para construção da creche, disse que o local ao lado do Clube de Mauá, na vila de Visconde de Mauá, seria mais apropriado para se construir uma praça e não a creche, e que talvez a prefeitura poderia procurar outro local mais apropriado para se construir a creche. 
  
Ronivon Paiva, da AMAMAUÁ, se posicionou totalmente a favor da construção da creche no local escolhido pela prefeitura, que é ao lado do Clube de Mauá e em frente a escola municipal. Ronivon, disse que sabia que a prefeitura já teria procurado outros locais disponíveis para esta obra, mas sem sucesso optou mesmo pelo terreno em frente a escola e ao lado do clube, e que a licitação da obra já aconteceu. Por isso a AMAMAUÁ é totalmente a favor do inicio das obras de construção da creche, tão esperada pelos moradores há mais de 20 anos. 

O secretario de obras sr. Rubens Almada, disse que a prefeitura esteve em Mauá há mais de cinco meses estudando locais para se construir a creche. e no momento o único local possível é em frente a escola municipal ao lado Do clube de Mauá. Disse que a construção da creche já está licitada e que as obras neste local já escolhido devem começar no início de 2014. Afirmou que caso os comerciantes da vila de Visconde de Mauá, não queiram que a creche seja construída em frente a escola municipal, essa obra corre o risco de não acontecer.
O secretário afirmou que hoje a prefeitura não tem nenhum terreno disponível no Lote-10 que possa construir a creche solicitada pelos moradores da região. Rubens Almada defendeu a construção da creche no local e disse que a prefeitura irá dar continuidade ao projeto da creche em frente a escola municipal, pois as obras já estão licitadas. 

ENTENDA O CASO.
NO DIA 5 DE JULHO DE 2013 
Moradores do Lote-10 e Visconde de Mauá protestaram solicitando diversas melhorias nestas localidades, entre as reivindicações a principal foi a construção de uma creche.

Na época o prefeito de Resende, José Rechuan recebeu um grupo de moradores e se comprometeu em construir a creche em Visconde de Mauá solicitada pelos moradores.

EM 8 DE JULHO DE 2013  


O secretário de obras de Resende Rubens Almada esteve em Visconde de Mauá vendo os terrenos disponíveis onde se poderia construir a creche.
  

2 comentários:

  1. Vale lembra que o local era usado como quadra de volei e foi totalmente destruido pela Festa do Pinhão, desde então foi abandonado usado apenas pra estacionamento da mesma festa. E já que o local ficou abandonado até hoje que enfim seje melhor aproveitado! A creche é uma necessidade diária e não anual!

    ResponderExcluir
  2. No dia 30 de maio de 2015, contratei através da Sra. Aline na loja de Mòveis Rústicos ou de Demolição na Alameda Gastronômica s/n Maringá, por causa de uma grande propaganda na porta, um passeio de jeep tradicional de 3 horas às cachoeiras. O passeio era às 11 horas da manhã e a Sra. Aline nos encaminhou então para outra loja, esta já no lado do Rio de Janeiro algo com o nome Uai Tour para pagarmos e pegarmos o jeep em seu nome. Tal não foi a minha surpresa quando dentro do jeep um Toyota caindo aos pedaços, percebi a gravidade da situação. O jeep estava carcomido de ferrugem, os fios abaixo do volante todos dependurados, só andava em primeira ou no máximo segunda marcha porque não tinha mais freio, havia na cabine onde fui sentada um fortíssimo cheiro de óleo queimado, em todas as partidas a cadeira do motorista tinha que ser levantada para dar umas batidas na bateria para que funcionasse, não conseguiu subir ladeiras mínimas e as manobras eram sempre inconsequentes pois o motorista não me parecia ter carteira ou 18 anos. Seria infindável a lista de irregularidades e apesar de no cartaz de propaganda o jeep ser outro totalmente diferente, voltei e falei com Sra. Aline que debochadamente disse que gente da cidade gostava muito disso. Gostaria de saber que alguma providência vai ser tomada e peço resposta de volta afinal paguei 60 reais por um passeio que muito denegriu o controle de turismo da região.

    Rita M. Xavier

    ResponderExcluir