Solicitar reparos na iluminação pública

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

PREFEITURA DE ITATIAIA REALIZA REUNIÃO PARA DISCUTIR ORDENAMENTO DO TRÂNSITO NA REGIÃO DE MARINGÁ E MAROMBA

A estrada Maringá-Maromba é a única via de acesso para a vila da Maromba, cachoeiras do alto de Maromba e ao vale de Santa Clara. 


Nos últimos cinco anos a prefeitura de Itatiaia tem recebido diversos pedidos e reclamações para tomar providências com relação aos engarrafamentos que vem ocorrendo em Maringá e Maromba, nos feriados, finais de semana e alta temporada. Desde o final do mês de outubro o DETRA (Departamento de Trânsito da Prefeitura de Itatiaia), tem feito mudanças no trânsito nas vilas de Maringá e Maromba e a três semanas  o DETRA fixou placas de  proibido estacionar ao longo da via no centro de Maringá e na chegada da Vila de Maromba. Alguns comerciantes não ficaram satisfeitos com a nova determinação do DETRA e a prefeitura resolveu agendar uma reunião para ouvir a opinião dos moradores e comerciantes da região.  



Representando a prefeitura de Itatiaia estiveram presentes na reunião; Dr. Geraldo Couto, procurador geral do município, Roberta Dias Oliveira, secretária de turismo, Nilson Neves, secretário de ordem pública, representante do DETRA , representante da Guarda Municipal e também esteve presente na reunião a vereadora Maria José e cerca de 30 moradores e comerciantes da região.   

Nesta terça-feira dia 5 de novembro as 10 horas da manhã foi realizada reunião na vila de Maringá para discutir o ordenamento do trânsito na região de Maringá e Maromba, parcela pertencente ao município de Itatiaia na região de Visconde de Mauá. 

A secretária municipal de turismo, Roberta Dias de Oliveira, abril a reunião relatando aos presentes as demandas recebidas pela prefeitura das entidades representativas locais através do COMTUR (Conselho Municipal de Turismo) e também de comerciantes e moradores da região que reclamam por soluções para o ordenamento do trânsito nas localidades de Maringá e Maromba e da importância de moradores e comerciantes participarem das associações e ajudar no fortalecimento das entidades representativas locais. Logo após o Procurador Geral do município, Dr Geraldo Couto, se apresentou aos participantes e fez um breve relato de suas observações feitas ao percorrer pela manhã as ruas no centro de Maringá, em seguida o procurador passou a palava aos moradores e comerciantes presentes, para que todos pudessem dar opiniões com relação a proibição de estacionar ao longo da via no centro de Maringá. Moradores e comerciantes relataram diversos problemas de trânsito como; engarrafamentos ao longo da via em feriados, falta de estacionamentos, horários de funcionamento de estacionamento, que fecham cedo, falta de regulamentação de horários e dias para carga e descarga, falta de um meio de transporte entre as vilas por micro ônibusAs sugestões feitas pelos moradores e comerciantes foram todas registradas pelos secretários e também pelo procurador do município.    


Esperamos que prevaleça o bom censo e que todos colaborem para solução dos problemas nesta região.  

Afinal, se o turismo sustentável e de qualidade é o que todos da  região defendem!!! 
Regras e ordenamento existem para serem respeitados.
Sustentabilidade e boa qualidade de vida não combinam com desordem.
   



Os comentários não representam a opinião do BLOG; a responsabilidade é do autor da mensagem.

2 comentários:

  1. Que bom que as pessoas estão expondo suas opiniões e participando . A prefeitura não é tão autoritária como uns e outros tem dito; é a primeira gestão que dá ouvidos a população. Não podemos esquecer que é uma BR; mas aqui as pessoas querem leis específicas. Trabalhador pode ter "cabrito" andar na contra mão não tirar carteira de habilitação, quadriciclo anda com guia de moto que não tem carteira sem documentação;isso é Mauá leis próprias. Nem sei porque existem leis de transito......

    ResponderExcluir
  2. Tudo que começa errado termina errado. Acho que devemos respeitar normas e leis de transito aqui em Visconde de Mauá, eu tenho que pagar ipva e emplacar meu veiculo enquanto os cabritos, caminhões de turismo e quadriciclos andam sem placas Ta td errado!

    ResponderExcluir