Solicitar reparos na iluminação pública

sábado, 1 de agosto de 2015

DEPUTADO NELSON GONÇALVES SOLICITA MELHORIAS NO TRANSPORTE COLETIVO DA REGIÃO DE VISCONDE DE MAUÁ

Pedindo: Nelson apresenta reivindicações de moradores ao presidente do Detro, Carlos Luiz Martins Pereira de Souza (foto: Divulgação)



O deputado estadual Nelson Gonçalves (PSD) se reuniu na última semana com o presidente do DETRO (Departamento de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro), Carlos Luiz Martins Pereira de Souza. Na pauta, o pedido de melhorias no transporte coletivo em diversas localidades do Sul Fluminense, entre elas, a região de Visconde de Mauá, com seu conjunto de vilas, como Mauá, Maringá, Maromba, Lote-10, Campo Alegre e Rio Preto, além dos vales das Cruzes, Pavão, Santa Clara, Gávea, Alcantilado e Grama, entre os municípios de Resende, Itatiaia e Bocaina de Minas-MG.
Durante o encontro, o presidente do Detro se comprometeu a visitar a região de Visconde de Mauá para conversar com moradores sobre propostas de melhorias no transporte coletivo.

A notícia foi comemorada pelo comerciante e morador de Maringá, Cláudio Lopes, pois, segundo ele, a expectativa da comunidade é de destinação de ônibus mais confortáveis para o trajeto entre Resende, Mauá, Maringá e Maromba, onde a viagem dura em torno de duas horas. "Os ônibus atuais são tipo urbano comum, poltronas pequenas, sem bagageiros, sendo que a maioria dos passageiros vem com bagagens, que ficam nos corredores e a cada curva, se deslocam provocando transtornos para quem esta viajando", ressaltou Cláudio Lopes, afirmando, porém que os horários são bem definidos e atendem a comunidade.

Outra reivindicação dos moradores é de colocação de linha circular com micro ônibus para atender moradores que vivem nas localidades, conhecida como região de Visconde de Mauá.


Fonte: DIÁRIO DO VALE
Editado por BLOG ASSOMAR

Um comentário:

  1. Essa luta por transporte público de qualidade é antiga, mas se arrasta como lesma-lerda. Lembro que, em 2006, organizamos um abaixo-assinado que deu origem a uma ação pública exigindo da prefeitura uma licitação para linha regular entre Maromba e o centro da cidade, com tarifa básica, afinal Maringá-Maromba é a única localidade do município que não dispõe desse serviço que conforme prevê a Lei Orgânica é uma das principais obrigações da municipalidade. O que a ASSOMAR tem a dizer sobre isso?
    Hoje dispomos de pavimentação adequada, mas nem assim a tarifa é igual as demais localidades, pagamos absurdos R$ 7,70, quando moradores de Penedo/Vila Flórida arcam com R$ 3,40, com veículos em tão 'bons' quanto os da Resendense. Alerto também que existem diversas linhas circulares no município ao custo de R$ 1,50, com trajeto semelhante ou maior do que o trecho Mauá-Maromba, que nos custa R$ 3,00. Enfim, continuamos a ser tratados como cidadãos de segunda categoria pelo prefeito que protela o quanto pode sua obrigação: realizar uma licitação pública visando a contratação de empresa para gerir o trecho Maromba-Itataiaia e garantindo-nos uma tarifa acessível e ônibus de qualidade. Pelo relato do blog arrisco dizer que essa questão da tarifa nem entrou na pauta, lamento, pelo visto vão colocar um ônibus disfarçado de bom e aproveitar pra cobrar uma tarifa ainda mais cara. Espero que a ASSOMAR desperte pra essa questão e compreenda que esse tipo de lobby com deputado não costuma trazer bons resultados, pelo menos é isso que o histórico demonstra. Devemos exigir nossos direitos, mas a associação reluta em utilizar os instrumentos jurídicos de que dispõe e prefere a conversa miúda, que não corrobora para a cidadania e produz pífios resultados.

    ResponderExcluir